Esquema de corrupção no HRMS provocou prejuízo de mais de R$ 3 milhões

Um grandioso esquema de corrupção que ocorria dentro de um dos maiores hospitais públicos do Estado, o Hospital Regional Rosa Pedrossian (HRMS), veio à tona nesta sexta-feira (30). O Ministério Público Estadual (MPE) e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) promoveram a Operação Reagente, que resultou na prisão do diretor-presidente do HRMS, médico Justiniano Barbosa Vavas, do gerente de laboratório da instituição, Adriano César Augusto Ramires, e do empresário Luiz Antônio Moreira, dono da empresa de produtos hospitalares Neoline.  Continuar lendo “Esquema de corrupção no HRMS provocou prejuízo de mais de R$ 3 milhões”

Em Ladário, prefeito sem força política se humilha comprando apoio de vereadores sem ética

O ‘mensalinho’ de Ladário, esquema investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE/MS) e que resultou na prisão do prefeito Carlos Ruso (PSDB), do secretário municipal de Educação, Helder Botelho, e de sete vereadores, estava em ‘funcionamento’ há mais de um ano e consistia em um “conluio”, uma espécie de acordo entre os poderes legislativo e executivo para a aprovação de projetos. A presença do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) mudou os ares da pacata cidade pantaneira, onde seus habitantes sequer imaginavam que tal crime, típico de cidades grandes, pudesse ocorrer naquelas bandas. Continuar lendo “Em Ladário, prefeito sem força política se humilha comprando apoio de vereadores sem ética”

Assembleia Legislativa, empresas e residências são palcos de operação do Gaeco

A operação deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MPE/MS) na manhã desta quarta-feira (080), que levou agentes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) até a ala de gabinetes parlamentares da Assembleia Legislativa (ALMS), apura crimes de sonegação fiscal no mercado de grãos. Apesar da movimentação na Casa de Leis, nenhum deputado é investigado, entretanto, um servidor público efetivo e cedido ao gabinete do deputado Paulo Correa (PSDB) teve a mesa de trabalho ‘vasculhada pelos agentes. Continuar lendo “Assembleia Legislativa, empresas e residências são palcos de operação do Gaeco”

Servidor ‘ouvido’ pelo Gaeco trabalha no gabinete do deputado Paulo Correa, com salário de R$ 6,5 mil

Detido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), ainda por motivos desconhecidos, o servidor público da Assembleia Legislativa, Marcos Antonio Silva de Souza, estava lotado no gabinete do deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB) e constava na folha da Casa de Leis como funcionário de ‘apoio técnico parlamentar I’, de código e símbolo PLTP.11.01, cujo salário mensal era de R$ 6.521,12, conforme informações disponíveis no site da ALMS. Continuar lendo “Servidor ‘ouvido’ pelo Gaeco trabalha no gabinete do deputado Paulo Correa, com salário de R$ 6,5 mil”

Contadora do PCC, mulher do ‘Tio Arantes’ é presa em operação policial

A operação policial desencadeada pelo Ministério Público Estadual (MPE/MS), nesta terça-feira (12), contra o braço do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Campo Grande, resultou na prisão de três pessoas, entre elas, Tânia Cristina Lima de Moura, esposa de traficante ‘Tio Arantes’, suspeita de ser a responsável pela contabilidade da facção. Os outros detidos foram Elvis Alves Ferreira, de 25 anos, operador do tráfico, e o agente penitenciário Adilson Brum Weis, investigado por repassar informações e dar privilégios aos integrantes da organização criminosa dentro dos presídios. Continuar lendo “Contadora do PCC, mulher do ‘Tio Arantes’ é presa em operação policial”

Operação Oiketikus: quando a corrupção ‘prende’ os policiais

Após prender 21 policiais na semana passada por crimes de corrupção, a Corregeria da Polícia Militar, o Ministério Público Estadual (MPE/MS) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) estão novamente nas ruas de Campo Grande para cumprir uma série de mandados de busca e apreensão e de prisão envolvendo policiais militares. A segunda fase da Operação Oiketikus está sendo executada na manhã desta quarta-feira (23). Continuar lendo “Operação Oiketikus: quando a corrupção ‘prende’ os policiais”