MEC corta R$ 29 milhões da UFMS em 2019

Na última terça-feira, dia 30, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul recebeu a confirmação de que o MEC bloqueou cerca de 30% dos recursos orçamentários, totalizando uma redução de R$29.784.641,00, sendo R$ 28.788.728,00 de custeio e R$ 995.913 de investimento para o exercício 2019.

A redução atinge a manutenção e o funcionamento de toda a UFMS e vai afetar o fomento aos projetos de ensino, pesquisa, extensão, empreendedorismo e inovação. Segundo o reitor Marcelo Turine, todas as atividades desenvolvidas na UFMS serão atingidas pelo corte no orçamento. “Vamos ter de nos unir mais, repensar todos os editais de apoio e criar estratégicas criativas e inovadoras para manutenção do funcionamento da nossa UFMS”, disse.

Como maior e melhor instituição pública de ensino superior de Mato Grosso do Sul, a UFMS tem contribuído há 40 anos com o desenvolvimento do estado e do país. Atualmente, a UFMS oferece 116 cursos de graduação e 61 de pós-graduação (mestrado e doutorado) e está presente em 21 municípios do estado. A UFMS possui cerca de 2.800 professores e técnicos-administrativos lotados em suas unidades administrativas e acadêmicas para atender mais de 23 mil estudantes e para prestar serviços de qualidade aos cidadãos sul-mato-grossenses.

A UFMS é a primeira universidade em qualidade do estado e está em 36ª posição no ranking das melhores universidades do país. É a 18ª no ranking nacional entre as universidades mais empreendedoras e recebeu em 2018 o melhor Índice Geral dos Cursos (IGC) de sua história. Em 2018, a UFMS foi reconhecida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) como uma das universidades líderes no combate à fraude e corrupção no Brasil, comparação realizada entre todas as Instituições de Ensino Superior Federal. Recebeu também em 2018 o Prêmio OAB RECOMENDA pela qualidade dos cursos de Direito em Campo Grande, Corumbá e Três Lagoas.

Nos últimos dois anos, a Universidade investiu na melhoria dos cursos de graduação, de mestrado e doutorado, além de equipamentos de segurança e da finalização de todas as obras inacabadas. A manutenção dos prédios em todas as unidades e em todos os Câmpus está sendo realizada, garantindo a qualidade no ensino público e inclusivo do estado.

Buscando tornar a gestão mais eficiente, a UFMS implantou o Plano de Governança Institucional com ações nos eixos estratégicos, com transparência e economicidade na administração pública, na gestão de pessoas, bolsas, auxílios, retribuição pecuniária, integridade, riscos, controles internos, sustentabilidade, contratações, acessibilidade, ocupação dos espaços físicos e tecnologia da informação e comunicação. Em um processo de modernização, eficiência administrativa e práticas inovadores de trabalho com economia implantou o SEI (Sistema Eletrônico de Informações) e desenvolveu sistemas para maior agilidade das atividades acadêmicas e administrativas.

Uma reunião emergencial da Reitoria com todos os pró-reitores será realizada na sexta-feira para definir exatamente quais as estratégias e ações de contingência serão urgentemente tomadas.

“Neste momento, destacamos que toda a comunidade científica e a sociedade sul-mato-grossense estão atentas, tendo em mente a certeza do trabalho de excelência realizado pela gestão da UFMS, comprovado pelos indicadores e reconhecimento em Mato Grosso do Sul e no Brasil”, finalizou o reitor.

 

Fonte: UFMS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s