Polícia paraguaia desconhece os motivos que levaram ao assassinado da estudante brasileira

A polícia paraguaia continua os trabalhos investigativos acerca da morte da estudante brasileira Erika de Lima Corte, de 29 anos, que foi assassinada na madrugada de segunda-feira (20), na casa em que morava, na cidade de Pedro Juan Caballero (PY). De acordo com as informações de imprensa local, dois suspeitos já foram ouvidos pelas autoridades, entretanto, não há confirmação de presos pelo crime. A família da vítima, que reside em Pontal do Araguaia (MT), está em Dourados e já iniciou os trâmites para o translado do corpo.

A investigação tenta descobrir quem teria motivos para matar a jovem, sendo que a mesma estava solteira e não teria terminado nenhum relacionamento amoroso recentemente. O Ministério Público do Paraguai, apontou que duas pessoas, não identificadas, teriam se encontrado com Erika na noite anterior ao assassinato. A colega de quarto da vítima, Milena Oliveira, foi quem encontrou o corpo. Ela havia saído de casa por volta das 17 horas enquanto a amiga teria ficado sozinha no recinto.

O crime foi registrado como homicídio doloso. O comissário Flamino Quintero, chefe do departamento de investigação da polícia do Paraguai, descartou que o assassinato tenha sido premeditado. A investigação acredita que Erika tenha sido estuprada antes de morrer. A perícia identificou sinais de luta, o que pode indicar que ela tentou escapar do agressor. O cadáver apresentava 16 perfurações de facas, além de marcas de agressões na cabeça. Um pano branco foi colocado sobre o rosto e o autor chegou a arrastar o corpo pela casa. O assassino fugiu levando o telefone celular de Erika.

A violência do caso assustou à todos os brasileiros, especialmente aos moradores da cidade natal da estudante, que cursava medicina no país vizinho. Erika é filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia, Raniel Antônio Corte, e da ex-secretária municipal de Educação, Marleide de Lima Corte. A jovem chegou a ser servidora do município, atuando como enfermeira na rede pública de saúde. A Prefeitura de Pontal do Araguaia emitiu uma nota oficial de pesar e decretou luto oficial de três dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s